Nossa Senhora Universal

Em 1953, Flora Manfrinati fala de uma imagem de Nossa Senhora Universal e descreve Nossa Senhora com o manto branco aberto. Uma luz que parte de Nossa Senhora, reveste o Vaticano e se transmite ao mundo, que se entrevê entre as nuvens.


nostra_signora_universale

O Quadro de Nossa Senhora Universal, conservado na Capela da Obra, foi pintado por Ata De Angelis, nascida em Turim, em 09.02.1920, diplomada pela Academia de Belas Artes, conheceu Flora em 1949.

A estampa, em seu significado e na sua postura, é nova. A posição de Nossa Senhora é a de proteção. O seu manto amplíssimo é estendido sobre o mundo inteiro e antes de tudo sobre o centro da cristandade: o Vaticano, sé de Pedro, aonde Ela irradia sua luz e através do qual ilumina o mundo.

A Virgem aparece materna e dominadora ao mesmo tempo: Mãe para os filhos, dominadora contra as forças contrárias a Igreja.

O seu título de “Nossa Senhora Universal”, chama particularmente a atenção e tem uma ressonância profunda e sentida oportuna sobretudo hoje. É “Universal” com respeito a tantos títulos particulares dados a Ela e que Ela gosta e ama, porque exprimem a devoção dos filhos e a riqueza multiforme de suas graças. É “Universal” também relativamente aos lugares onde é venerada e dois quais toma o nome, lugares frequentemente famosos, onde a Virgem atrai os corações pelos favores que distribui e pelos milagres que realiza, como por exemplo Lourdes e Fátima.

Portanto, este título de “Nossa Senhora Universal”, enquanto respeita e pressupõe os títulos particulares, inclui a todos. Entende assim reunir os corações de todos os filhos, porque eles a sentem igualmente Mãe e se sentem unidos na sua maternidade universal. Ele revela ainda que Nossa Senhora possui muitos lugares frequentemente escolhidos por Ela; onde foram construídos ricos santuários, mas não limita a eles a sua poderosa ação; e isso sobretudo hoje, quando os ânimos, pelas dificuldades dos tempos, tem necessidade d´Ela e, muito frequentemente órfãos de tudo  e de todos, querem sentir a Mãe próxima a eles, especialmente quando se sentem sozinhos e na impossibilidade de buscá-La em Seu Santuário.

Nossa Senhora sai e vai peregrina de amor a todos corações, nos quais busca sua verdadeira morada.  O seu santuário é o mundo, com a grande cúpula azul acima dele. Não tem povo, sendo de todos os povos, Mãe universal na Igreja Universal; não tem lugar particular onde distribui suas graças, porque aonde estiver sua imagem, dará sua benção, realizando também milagres, se houver a fé que se nota nos seus santuários. Cada um deve senti-La próxima, onde que quer que se encontre, e presente com todo seu poder e a sua maternidade, sem distinção alguma de privilégios, sendo todos por Ela igualmente privilegiados.

Eu sou a Mãe de todos, desejo acolher as orações que cada um de meus filhos sabe me oferecer espontaneamente e aceitar do pobre ignorante o desejo simples de me amar. Eu não quero uma oração especial, desejo que cada um fale do próprio coração, aquilo que sentiria dizer naquele momento à própria Mãe, que tudo pode conceder”.

O mundo e os homens caíram em uma noite escura. Eu sou a Aurora de uma manhã que virá para iluminar os caminhos dos homens e levá-los a Aurora da luz verdadeira!

Desejo que no coração de cada alma eleita haja um único lema: ‘Vivo com a Igreja, a minha casa é a Igreja, o meu pão encontro na Igreja, a minha humildade encontro na Igreja, a minha força encontro na Igreja! Vivo com a Igreja, porque a Igreja foi colocada e abençoada por Cristo,  dela recebi a vida através dos Sacramentos; o meu pão encontro na Eucaristia, a humildade encontro na Hóstia, onde um Deus se esconde, cala, espera em silêncio, em um Sacrário obscuro…

“Tu farás milagres?” “Sim, aquele de salvar o mundo e a humanidade”.

Também a jaculatória tem seu profundo significado. Como Mãe da Igreja, a Virgem respeita a hierarquia estabelecida por Jesus, e como Ele, passa através de Pedro e de seus sucessores para chegar aos filhos. A esses vem através do Vigário de Cristo, vínculo de unidade.  Esses conceitos são expressos na jaculatória:

Nossa Senhora Universal, protegei o Vaticano,

e através do Vaticano, protegei o mundo”.

A imagem, abençoada pelo Santo Padre Pio XII, é patrimônio espiritual das Educadoras Apóstolas, que veneram Nossa Senhora Universal como sua Fundadora e Mãe, zelam pela difusão da imagem e convidam a todos à recitação da jaculatória com a qual pedem aquilo que podem desejar de mais precioso para Santo Padre, isto é, a materna particular proteção sobre o Vaticano, e através do Vaticano, sobre o mundo.

Padre Giacomo Fissore I.M.C.

Diretor Espiritual da Venerável Flora Manfrinati e da  “Propaganda Fide” – Roma

Voluntariamente cooperarei na difusão da oração:

Nossa Senhora Universal, protegei o Vaticano,

e através do Vaticano, protegei o mundo”.

Aqueles que desejarem cooperar com a divulgação podem contactar a Obra de Nossa Senhora Universal, site (em italiano):  https://www.istitutoflora.com/

Em 1958, se iniciou a Cruzada mundial de oração pelo Santo Padre com a jaculatória traduzida em diversas línguas e indulgenciada por Cardeais, Arcebispos e Bispos de todo mundo

Documentação presente no

Arquivo da Casa de Beatificação da Venerável Flora Manfrinati, Vol. 4 – pag. 2717.


(Publicado no L´Albero, informativo da Obra de Nossa Senhora Unviersal, de junho de 2012)