HISTÓRIA DE UM ENCONTRO:

FUNDAÇÃO DO MOSTEIRO DO SAGRADO CORAÇÃO

(Artigo publicado na revista Vida Sobrenatural 105 (2004) 196-205, 282-290.)

Mosteiro do Sagrado Coração de Cantalapiedra

O Padre Arturo Alonso Lobo, em sua biografia do Padre Juan González Arintero, aponta os três grandes amores de dito Padre: o Amor Misericordioso, a revista Vida Sobrentatural e o Mosteiro de Cantalapiedra. E acrescenta: “É o Mosteiro do Sagrado Coração de Jesus de monjas Clarissas, uma das obras em que mais mão –e mais alma – pôs o Padre Arintero… Na sua biografia não podem faltar umas páginas, por breves que sejam, para ressaltar esta obra. Resultaria incompleta – mutilada – uma Vida arinteriana que não incluísse o capítulo de Cantalapiedra[1].

E, certamente, é assim, pois quando Deus, em sua Providência, pensou na fundação deste Mosteiro, dispões de antemão quais haviam de ser os instrumentos idôneos para isso, escolhendo, junto a D. Ambrosio Morales, pároco de Cantalapiedra, a  Madre Maria Amparo do Sagrado Coração e do Padre Juan González Arintero. Das estreitas relações destas duas grandes almas vamos tratar em seguida.



Este conteúdo é restrito a usuários cadastrados. Se você já tem cadastro, por favor, faça o login para liberar o acesso.

Novos usuários podem fazer o cadastro GRATUITO no final da página.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório