“Ocorreu-me dizer-lhe

que era um vermezinho desprezível,

mas Ele me disse:

O que tu és, é meu Serafinzinho


Serva de Deus Aurora Calvo Hernández-Agero (1901-1933)

 

Nasceu em Béjar (Espanha), de pais cristãos, consagrados a indústria têxtil, em 09 de dezembro de 1901.

De caráter simples e alegre, sente-se desde menina inclinada a piedade, e na Primeira Comunhão promete a Jesus ser sempre somente sua.

nova-imagem-de-bitmap-2

“A hora da comunhão é para mim hora de felicidade tão completa, que sou tão feliz como se já estivesse no Céu”.

Sem perder nunca sua habitual simplicidade e naturalidade, sobressai na prática de grandes virtudes: humildade, pureza, paciência, amor aos pobres e conformidade total com a vontade de Deus.

Por isso, sacrificou sua vocação ao claustro, único desejo de sua vida, para que seus irmãos lograssem as suas, ficando ela ao cuidado de sua mãe.

Centro de sua vida espiritual é seu inflamado amor a Jesus Cristo: amor que se manifesta em seu fervor e apostolado eucarístico, como Maria dos Sacrários; no seu entusiasmo pela Catequese, que restaura e sustenta a paróquia com incrível ardor e sacrifício até sua morte; e em várias centenas de cartas espirituais, dirigidas a diversos tipos de pessoas, cheias de delicada prudência e de zelo abrasado pela perfeição dos destinatários; no carinho enternecedor pela formação moral das jovens operárias e na propaganda constante pelas Missões de infiéis e Obras Pontifícias.

Desde os 19 anos começa a receber graças extraordinárias, e enquanto aumenta o exercício heróico das virtudes, vai ascendendo pelos graus da mais alta oração.

O voto de castidade feito em Carrión de los Condes, estendo-o, em Alba de Tormes, ao de não cometer pecado.

nova-imagem-de-bitmap-4

“Qual sonho maior que morrer ferida por tua mão, por teu Amor?”

Foi muito provada em sua vida. Os últimos oito anos, sobretudo, foram de grandes sofrimentos físicos e morais, que ela recebe com alegria, como um presente de Deus. Ela mesma se tinha oferecido ao Senhor como vítima expiatória. Venerava e amava os sacerdotes, nos quais via Cristo, e singularmente se ofereceu ao Senhor pela santidade sacerdotal.

Nos últimos anos, a vida de Aurora faz-se uma chama viva de amor a Jesus, que a consome.

Morre santamente na sua cidade natal em 22 de novembro de 1933.

ORAÇÃO

pode-se rezar unicamente de maneira privada para pedir alguma graça

 

Meu Senhor Jesus Cristo,

Que com infinita caridade encheis de graças vossas criaturas.

Dou-vos graças pelos dons com que quisestes enriquecer a alma

de vossa serva AURORA.

Por sua abrasada caridade,

seu amor ardentíssimo a Sagrada Eucaristia,

por seu zelo constante pela salvação das almas,

por sua generosa entrega como vítima por elas e por vossa glória,

suplico-vos humildemente que vos digneis conceder-me a graça

que vos peço por sua intercessão,

se for para vossa maior glória e proveito de minha alma. Amém.

 

Pede-se a graça e reza-se um Pai Nosso, Ave Maria e Glória

(Com licença eclesiástica)


ORAÇÃO

Senhor Jesus, que abrasaste o coração angelical de tua serva Aurora com o fogo celestial de teu Divino Coração.

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, que tanto foste comprazido com o amor apaixonado de Aurora, expressado e vivido junto a teus Sacrários.

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, que te dignastes agradecer com teus lábios divinos, o ardente amor e carinho que ela sentiu por teu Coração.

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, que comprazido com o amor puríssimo de tua serva Aurora, a brindaste com o elogio sublime: “meu Serafinzinho…”

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, que cada noite, através das janelas de seu quarto, recebia o delicado beijo de seu olhar, em um Sacrário próximo.

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, que, por meio de suas cartas e conselhos, ganhastes vocações religiosas e sacerdotais, almas piedosas e eucarísticas.

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, por tantas crianças que levou a teu Sacrário na catequese paroquial.

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, pelas almas que te conhecem, servem e amam fervorosamente na Espanha e na América, pelo exemplo de Aurora.

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, pelas graças e favores que muitas almas recebem do Pai mediante as orações de “teu Serafinzinho”.

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, para que a juventude de Béjar e do mundo conheça e imite, estime e invoque a Aurora com ânsias de santidade generosa e heróica.

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, que te dignaste escolher esta flor inocente para que, com seu aroma de amor eucarístico, reparasse as ofensas dos pecadores.

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, que aceitaste a imolação de sua alma, o sacrifício de sua longa enfermidade e a entrega de sua vida jovem como reparação pela frieza de todos os redimidos pelo sangue na Cruz.

Glorifica tua serva, Senhor.

Senhor Jesus, para que as flores do sepulcro de Aurora se convertam em rica primavera de virtudes e gozo para todos os fiéis.

Glorifica tua serva, Senhor.


https://sites.google.com/site/auroracalvobejar/