Em favor do sacerdócio

Venerável Padre Pablo Maria Guzmán

 4-14 de Setembro de 1951 (T.III pag.29)

(Recordação das graças recebidas na Terra Santa)

Quinta-feira 6

12644657_668792499929014_7146751453183267316_nQue fazer para que todos nós sacerdotes sejamos apaixonados em nosso amor ao Espírito Santo?

Em meio a tantas emoções e graças, somente me dominava um pensamento: a glória de meu Pai Celestial. O desejo de dar-lhe adoradores em espírito e em verdade se fazia cada vez mais intenso.

E foi em Madri, no Mosteiro do Verbo Encarnado, em 12 de dezembro, quando compreendi claramente que o grande meio de glorificação para o Divino Pai e a Trindade Santíssima está no Santo Sacrifício da Missa.

E a partir deste dia, meu amor e meu entusiasmo pela Santa Missa aumentaram em grande modo.

E meu desejo de consagrar os últimos dias de minha vida ao serviço e em favor do sacerdócio, ficou definitivamente cristalizado na minha alma.

Por isso venho agora a estes exercícios com desejos renovados de penetrar mais profundamente no Coração de Jesus para descobrir seus segredos de glorificação ao Divino Pai por meio de Seu Sacrifício e Sacerdócio.

Em minha Santa Missa de hoje, consagrarei meus exercícios à cada uma das Divinas Pessoas e à Maria.

Invoquei meus amigos do Céu, etc! Que nada turbe o silêncio da minha alma para poder escutar a voz do Verbo! Que nada impeça a paz da minha alma para que se derrame nela o Espírito Santo! Que nada distraia meu olhar para contemplar sempre a Face do Pai!

Para isso, me refugio no Coração de Maria. Daí, oferecerei o meu Verbo. Ali, receberei o meu Espírito e, daí, comunicarei as graças.

Assim seja!


(La Fuerza del Sacerdocio, pg. 7-8)