do Servo de Deus Padre Dolindo Ruotolo (1882 – 1970)

“Deus não precisa do barulho, dos meios de propaganda, dos sinais de glória; Ele se revela na manjedoura, no banquete da vida, envolto nos “panos” do nosso Pão, guardado nas pequenas grutas dos Sacrários.

Esta a sua manifestação de vida: a Eucaristia!

Eis que, de todos os lados, se grita à humanidade: Ide, encontrareis o Vivo escondido por véus, guardado como alimento, nos Sacrários…

Este grito será escutado… Notarão Sua presença, finalmente!

Eis que o mundo já dissolve a sua riqueza na miséria…

Aniquila sua glória na confusão… e sofre, sofre porque deve reencontrar finalmente o seu Deus!”.

(Cf. Dolindo Ruotolo. Fui chiamato Dolindo, che significa dolore… … pagine d’autobiografia)