Divulgada pela Venerável Irmã Antonieta Farani, passionista

“Ó Deus de infinita Sabedoria e Bondade, que depois de terdes criado o mundo com a fecundidade onipotente de Vossa Palavra, o salvastes com a fecundidade milagrosa da Virgem Maria, e o conservais pela fecundidade natural das mulheres, sede bendito por todos os séculos.

Agradeço-vos, ó Senhor, por me terdes enumerado entre as que escolhestes para serem instrumento da Providência na conservação e multiplicação do gênero humano.

Fazei que eu seja uma daquelas que destinastes para completar o número dos eleitos. Ó Pai Eterno, princípio de toda fecundidade e de toda santidade, em honra de Vossa SSma. paternidade, fazei-me, Vos peço, mãe de filhos santos.

Ó Jesus, filho de Deus, cabeça e modelo dos predestinados, em honra da Vossa filiação eterna e temporal, e dos nove meses que estivestes no seio puríssimo da SSma. Virgem, dignai-Vos delinear na minha prole os traços da vossa imagem, formando no meu seio um predestinado.

Ó Espírito Santo, Autor dos Santos, Vos suplico que imprimais na prole que trago em meu seio um caráter indelével de santidade. SSma. Trindade, fonte de todas as bênçãos, abençoai a mim, Vossa serva, e ao fruto do meu ventre para que seja perfeito.

Abençoai-o a fim de que alcançando a luz temporal depois de um feliz parto, alcance a luz da graça por meio do santo batismo, e a luz eterna por meio da glória.

Ó meu Deus, eu me ofereço e a minha prole para a Vossa serva perpétua e aceito de bom Coração todo sofrimento que destinastes para eu ser mãe, ó meu Criador, em penitência dos meus pecados e em união com a Vossa dolorosíssima Paixão ofereço todos os incômodos da minha gravidez e as dores do parto.

E Vós, ó Virgem Maria, Mãe de Deus, bendita entre todas as mulheres, que esmagastes a cabeça do dragão infernal e que com o vosso parto divino, tirando a maldição de Eva, trouxestes a bênção ao mundo, Vos peço por amor de Jesus fruto bendito do Vosso ventre, abençoai o fruto do meu ventre a fim de que não possa ser devorada nem enganada pela maldita serpente que persegue as mães.

Tende-me, em suma, ó Rainha o Céu, sob a Vossa augusta proteção, a fim de que depois de ter povoado a terra com meus filhos, eu vá com eles povoar o céu e gozar a Vossa bem-aventurada companhia em união ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Amém”.

Imprima-se – Ponta Grossa, 11/02/1980

+ Geraldo M. Pelanda

A oração das mães era rezada por Dona Rafaela, mãe de Ir. Antonieta, sempre que estava grávida. Dizia estar certa da salvação de seus filhos porque os entregava a Deus através desta oração.

A serva de Deus Ir. Antonieta Farani, a exemplo de sua mãe, difundiu esta devoção em todos os lugares onde exerceu seu apostolado.